A estrutura de um sermão

Todo tipo de sermão, quer seja temático, textual, ou expositivo, precisa ser discursado de forma lógica e organizado. Este é o segredo para que os ouvintes entendam claramente. Portanto, é imprescindível que o orador tome muito cuidado com a estrutura do seu sermão. Sabemos que tudo precisa ter início, meio e fim. Com o sermão não é diferente.

Independente do tipo, ele deve ser estruturado com pelo menos quatro seções distintas: introdução, proposição, desenvolvimento e conclusão. Não se deve menosprezar a importância de nenhuma destas quatro partes. Vejamos por que:

I. INTRODUÇÃO

Desperta a atenção e simpatia dos ouvintes, mostrando a relação entre o texto e suas próprias vidas. Em sua elaboração procure responder à esta pergunta que estará na mente dos ouvintes: - O que este texto tem haver comigo, para que eu preste atenção nesta mensagem?



1. Importância da introdução:

a) Desperta a atenção
b) Ganha a simpatia

2. Características da boa introdução:

a) Está ligada ao tema
b) É interessante
c) É clara e simples
d) É breve e direta
e) Conduz à “proposição”

3. Erros a se evitar na introdução:

a) Ficar se desculpando
b) Prometer uma grande mensagem
c) Impressionar com palavras difíceis
d) Tentar ganhar a simpatia com piadas
e) Sobrecarregar a introdução com muitas informações
f) Antecipar algum ponto que será dito mais tarde, no desenvolvimento
g) Alongar-se

4. Tipos de introdução:

a) Introdução temática
b) Introdução textual
c) Introdução circunstancial
d) Introdução ilustrativa
e) Introdução questionadora

II. PROPOSIÇÃO (Tese, Idéia Central, Tópico Frasal)

A proposição é a tese, ou idéia central, a qual deverá ser comprovada nos pontos do desenvolvimento.
Em sua elaboração procure responder à esta pergunta que estará na mente dos ouvintes:
– Qual a finalidade desta mensagem?

A resposta é a proposição, que deve caber numa única frase. Por isso a proposição é também chamada de “tópico frasal”. Apesar de a proposição caber numa única frase, não deve ser menosprezada. A sua maior importância está no fato de que toda a mensagem depende dela e gira ao seu redor.

1. Importância da Proposição:

a) É o fundamento de toda estrutura do sermão
b) Mantém a unidade do sermão
c) Revela o propósito da mensagem
d) Ajuda a fixar o tema na mente dos ouvintes
e) Cria expectativa

2. Característica da boa proposição:

a) Revela a idéia central do texto
b) Expressa uma verdade
c) Apresenta algo que será meditado no desenvolvimento
d) É uma afirmação específica
e) É uma declaração positiva
f) Cabe numa única frase

3. Erros a se evitar na proposição:

a) Criar expectativas que não serão satisfeitas no sermão
b) Antecipar os pontos de desenvolvimento

4. Tipos de proposição

A proposição pode ser:

a) Uma verdade que será provada
b) Um problema que será solucionado
c) Uma necessidade que será satisfeita
d) Um questionamento que será respondido

III. DESENVOLVIMENTO (Divisões, Corpo)

Visa comprovar a tese apresentada na proposição. O desenvolvimento é conhecido também como corpo do sermão. Este corpo é organizado em pontos, também chamados de divisões.

Em sua elaboração procure responder à esta pergunta que estará na mente dos ouvintes.

1. Importância do desenvolvimento:

a) Visa solucionar a proposição
b) Cria uma seqüência lógica para assimilação da verdade

2. Características de um bom desenvolvimento:

a) É organizado em pontos (Geralmente numerados com algarismos romanos: I, II, III)
b) Todos os pontos originam-se da proposição
c) Os pontos podem dividir-se em sub-pontos (Geralmente numerados assim: 1.1, 1.2 )
d) Cada ponto deve ser uma frase curta e clara
e) Se houver pontos positivos e negativos, os negativos devem vir primeiro
f) Os pontos mais fracos vem antes dos mais fortes

3. Erros a se evitar no desenvolvimento:

a) Exagerar no número de pontos
b) Exagerar na quantidade de sub-pontos
c) Inserir pontos irrelevantes à proposição

IV. CONCLUSÃO (Peroração)

Visa principalmente convencer os ouvintes a tomar uma decisão ou posicionamento favorável à mensagem. Em sua elaboração procure responder à esta pergunta que estará na mente dos ouvintes: – Por que é importante que eu mude a forma de pensar ou agir?

1. Importância da conclusão:

a) Mostra que a mensagem atingiu seu objetivo
b) Leva os ouvintes à tomar uma atitude

2. Características de uma boa conclusão:

a) Encerra o assunto
b) Reforça a aplicação da mensagem
c) Enfatiza o positivo e não o negativo
d) Incentiva o ouvinte a tomar a decisão certa
e) Fala de forma direta e pessoal (segunda pessoa do singular, usando-se o “você”)
f) É simples e objetiva
g) É, geralmente, breve
h) Procura alcançar todos os grupos presentes

3. Erros a se evitar na conclusão:

a) Explicar os pontos novamente (eles podem ser relembrados, e não explicados de novo)
b) Incluir novas idéias
c) Concluir friamente
d) Terminar abruptamente
e) Dizer algo engraçado (isto pode ser útil no desenvolvimento, jamais na conclusão)
f) Alongar-se

4. Elementos que podem ser usados na conclusão:

a) Recapitulação resumida dos pontos
b) Uma breve ilustração

Resumindo, a estrutura do sermão pode ser definida assim:

Na introdução atraímos a atenção do ouvinte, na proposição apresentamos uma verdade, no desenvolvimento esmiuçamos esta verdade e na conclusão incentivamos o ouvinte a tomar a atitude certa.

Fonte: http://reginaldorocha.com/?p=295

Propósito de Oração

Propósito de Oração
Se você tiver algum pedido de oração entre em contato conosco e incluiremos na próxima edição seu pedido. Contato (34)3210-8159 e (34)9187-3489 ou email djerceo@gmail.com ou no nossos blogs www.igrejadanovaalianca.blogspot.com e www.igrejadanovaalianca-mvc.blogspot.com

Sua opinião vale ouro para nós

Bem vindos ao nosso cantinho!
Sua visita é muito importante para nós, por isso, te pedimos que divulgue-nos indicando ao blog e as nossas matérias aos seus amigos.
E para a melhoria dele contamos com sua opinião no cantinho de recados, expondo sua opinião sobre o blog e o que quer ver Sua opinião é importantíssima por isso contamos com você.

OBRIGADA

COORDENAÇÃO DO BLOG